Fotofilme com Duo Strangloscope

Apresentação

Por fotofilmes entendemos filmes que consistem essencialmente em fotogramas/fotografias. Fotografias colocadas num contexto cinematográfico criam uma experiência fílmica.

O objetivo geral da oficina será o de refletir sobre a relação entre a imagem fotográfica e a imagem em movimento, e sobre o fotofilme enquanto género ímpar na desconstrução das relações entre linguagem, som, música e imagem.

Fotofilmes exigem telespectadores ativos. Os autores de fotofilmes refletem, discutem, envolvem o espectador no processo de leitura. Se você tiver uma fotografia à sua frente e colocar outra ao lado, você automaticamente começa a procurar por uma conexão entre as imagens. Buscamos automaticamente significado, ansiamos por interpretação.

Se, repentinamente, congelamos o filme em uma imagem, a ilusão é quebrada nesse mesmo instante. Ou para ser mais preciso: a ilusão do movimento é quebrada naquele momento e esta interrupção do fluxo do movimento, esta situação incomum, faz com que nossa mente se torne imediatamente ativa. O efeito anestésico do fluxo de imagens contínuo é interrompido e a imagem, agora parada, convida-nos a contemplar, a “ver mais”: refletir, interpretar a imagem como um conceito, participar do estudo do autor das imagens e ser inspirado pela extensão imaginária.

Inspirado no Terceiro Significad de Roland Barthes «pode-se dizer que o futuro do filme não é estritamente o movimento, mas sim, num terceiro sentido, um quadro para o desdobramento de permutações que tornam possível uma nova teoria do fotograma.

A oficina de Fotofilme do Duo Strangloscope tem como objetivo específico a criação de Fotofilmes. O trabalho consistirá em construir com os alunos as possíveis narrativas fílmicas e suas potencialidades a partir de um argumento para desenvolvimento de uma narrativa fotofílmica.

Caberá aos alunos, durante o curso, criar um conjunto de fotos digitalizadas que cada um utilizará para desenvolver seu fotofilme.

Ao final da oficina os fotofilmes digitais realizados serão exibidos em uma produção conjunta de pré-estréia em espaço a ser organizado e produzido pelo grupo.

Conteúdo Programático

1 Encontro (dia 18 de julho / 3ª feira):

O que é fotofilme e quais seus possíveis meios de exibição.
Exibição de fragmentos de fotofilmes com explanação dos professores sobre técnicas e recursos empregados e como constituem a narrativa fílmica e o conceito estético.

Filmes:

La jetée/ Chris Marker
O curta-metragem narra a aventura de um sobrevivente da Terceira Guerra Mundial que vive como prisioneiro nos subterrâneos de uma Paris destruída, guardando lembranças de uma infância feliz na superfície, em tempos anteriores à guerra, até que cientistas o escolhem para realizar uma experiência de viagem no tempo.

Theodor / film by Gusztáv Hámos, Katja Pratschke
Localizado ao lado do porto industrial grande em um rio largo é a cidade pequena de Theødor, dividida em blocos quadrados como em um jogo de tabuleiro.
A ordem social de Theodor não consiste apenas na igualdade das áreas divididas em sua localização, mas também na igualdade de oportunidades para seus habitantes na obtenção de riqueza e status na sociedade. Todo mundo na cidade é capaz e ocasionalmente autorizado a experimentar agir em todas as posições na sociedade.

2 Encontro (dia 21 de julho/6a feira):

Apresentação dos alunos dos argumentos/propostas/conceitos para a criação do álbum de imagens para o desenvolvimento de cada um dos fotofilmes.
Cada aluno exibirá, em projeção digital para o grupo, o conjunto de fotografias ou um ou mais exemplos de fotografias sobre as quais trabalhará e explanará o conceito e recursos que pretendem utilizar.
Debate em grupo sobre as propostas.
Análise do material de cada um, proposta de inclusão de novas imagens a serem produzidas (mais imagens, outros ângulos de captação, mais personagens, mais objetos, mais planos gerais, etc.).
Alinhavando um pré-roteiro de imagens.

3 Encontro (dia 25 de julho/3ª feira):

Os professores acompanharão os processos de cada um dos alunos, individualmente, retirando-lhes as dúvidas e propondo reutilização do material com novos recursos, etc, conforme o caso.

4 Encontro (dia 04 de agosto/6a feira):
Os professores acompanharão os processos de cada um dos alunos, individualmente.

5 Encontro (dia 08 de agosto /3ª feira):
Finalização da edição dos trabalhos com assessoria dos professores.

6 Encontro (dia 11 de agosto /6a feira):
Projeção em sala de aula dos trabalhos finalizados.
Pré-produção da mostra dos trabalhos – Definição de local, necessidades de projeção e espaço para cada uma das propostas realizadas, nome da exibição, texto curatorial, produção do material de divulgação virtual.

Carga Horária

18hs

Pré-requisito

. uma proposta de argumento a ser desenvolvido e o conceito imaginado e pretendido para desenvolvimento do fotofilme;
. um parágrafo sobre as expectativas em relação à oficina.

Vagas Limitadas

Mínimo de 08 e máximo de 15 alunos.

Investimento

680,00

Forma de Pagamento

R$ 280,00 antecipado, referente à matrícula e valor restante em até 02x.

Ministrantes

Cláudia Cárdenas e Rafael Schlichting

Política de Cancelamento de Cursos e Oficinas

Clique aqui